PESQUISE NESTE BLOG

sábado, 28 de janeiro de 2017

Uma (das diversas) superfícies do Sagrado. . .

Templos são locais sagrados arquitetados pela humanidade, com o intuito de servir a religião. Espiritualmente e especialmente na tradição cristã, costuma-se também associar o termo a própria estrutura humana, enquanto habitação para o divino. 
Diversos são os termos utilizados para designar um local específico para a ligação da introspecção humana com a espiritualidade, com a divindade, a depender de cada cultura, de cada religião, assim temos:
Igreja, Congregação, Casa de Oração, Capela, Catedral, Paróquia ou Basílica, para os cristãos;
Mesquita, para o islão;
Sinagoga, para o judaísmo;
Mandir, para o hinduísmo;
Salão do Reino, para as Testemunhas de Jeová; 
Terreiro, para as religiões afro-brasileiras;
Centro Espírita, para o espiritismo;
Dentre outras.
A ideia nossa, nesta série de postagens, é mostrar (mesmo que superficialmente e externamente) a fachada de alguns templos sagrados, com destaque para as igrejas católicas neste primeiro momento.
Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Pobres, em Quebrangulo/AL.

Igreja dedicada a São Francisco de Assis, na Vila São Francisco (Município de Quebrangulo/AL).

Igreja de Nossa Senhora do Bom Conselho, Arapiraca/AL.

Catedral de Nossa Senhora do Bom Conselho, Arapiraca/AL.

Catedral Basílica Metropolitana de Cuiabá/MT.

Igreja São Gonçalo do Porto, em Cuiabá/MT.

Igreja do Rosário, Cuiabá/MT.

Catedral Diocesana Nossa Senhora do Amparo, Palmeira dos Índios/AL.

Igreja Nossa Senhora da Corrente, em Penedo/AL.

Catedral de Nossa Senhora do Rosário, Penedo/AL.

Convento Franciscano e Igreja de Santa Maria dos Anjos, Penedo/AL.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Penedo/AL.